gas natural

Dúvidas


Não devemos confundir o gás natural com o gás de cozinha.

O gás de cozinha é predominantemente propano enquanto o gás natural é predominantemente metano.

O gás natural é encontrado em depósitos, na forma líquida e/ou gasosa. Quando o depósito possui hidrocarbonetos apenas na fase gasosa, ele é denominado de não associado. Quando o depósito possui hidrocarbonetos na fase gasosa com petróleo, ele é chamado de associado.

E dai?

As características desses gases são diferentes e, em função disso, devemos utilizá-los com cuidados distintos.

Unidades


Combustíveis gasosos também podem ser comercializados em unidades de massa ou volume. Contudo, a prática tem sido comercializar em unidades de volume.

Porém, quando compramos combustível, desejamos comprar energia.

Energia e massa estão diretamente relacionadas pelo poder calorífico do combustível, que varia de poço para poço e de combustível para combustível.

O Poder Calorífico médio do gás natural no mundo varia entre 30.000 e 48.000 kJ/mc.

No Brasil, podemos considerar o valor médio de 38.760 kJ/mc.

Portanto, cuidados especiais devem ser tomados nos contratos de compra de combustíveis para não se comprar gato por lebre.

A unidade de energia normalmente utilizada na comercialização do gás natural é o MBTU, apesar desta unidade não pertencer ao sistema SI.

A Tabela em anexo apresenta os principais fatores de conversão.

O volume do gás natural não é um valor fixo e definido. Assim como todos os gases, seu volume varia com a pressão e a temperatura.

Portanto, temperatura e pressão devem estar claramente definidos quando nos referimos ao volume do gás natural.

Para isso, duas unidades são utilizadas na prática:

  • Normal Metro Cúbico (Nmc);
  • Metro Cúbico Padrão (McP).

A pressão padrão é a pressão ao nível do mar - 760 mm Hg.

No entanto, para o Nmc a temperatura padrão é 0°C e o McP é definido a 15°C.

Porém, como o Brasil gosta de fazer tudo diferente, os dados apresentados pela ANP referem-se à temperatura de 20 °C.

A Tabela abaixo apresenta os fatores de conversão para o gás natural.

Nmc x McP
Quantidade
Unidade
Quantidade
Unidade
1
McP
=
0,948
Nmc
1
Nmc
=
1,055
McP

 

Competição de Mercado


Como avaliar a competição nos mercados?

Como saber quem tem mais força; vendedores ou compradores?

Para responder a estas perguntas é preciso analisar as forças de mercado.

Este assunto é extremamente complexo e maiores detalhes podem ser encontrados no capítulo Medidas de Competição.

No entanto, utilizaremos sempre o índice de Herfindahl-Hirschman Modificado. De acordo com este índice, o monopólio é representado por 100% e a concorrência perfeita por 0%.

Reservas


A questão das reservas é de extrema importância uma vez que elas afetam os preços dos energéticos mundialmente e o valor das empresas da área de energia.

A grande questão é a precisão  da estimativa das reservas. A rigor só se sabe o tamanho exato de um campo ou jazida após a sua total exploração. Em função disso, a ANP apresenta as seguintes definições para os diversos tipos de reservas.

Reservas

Reservas são recursos descobertos comercialmente recuperáveis a partir de uma determinada data.

Reservas Desenvolvidas

Reservas Desenvolvidas são reservas que podem ser recuperadas através de poços ou minas existentes e quando todos os equipamentos necessários à produção já se encontram instalados.

Reservas Possíveis

Reservas Possíveis são reservas cuja análise dos dados geológicos e de engenharia indica uma maior incerteza na sua recuperação quando comparada com a estimativa de reservas prováveis.

Reservas Provadas

Reservas Provadas são reservas que, com base na análise de dados geológicos e de engenharia, se estima recuperar comercialmente de reservatórios descobertos e avaliados, com elevado grau de certeza, e cuja estimativa considere as condições econômicas vigentes, os métodos operacionais usualmente viáveis e os regulamentos instituídos pelas legislações petrolífera e tributária.

Reservas Prováveis

Reservas Prováveis são reservas cuja análise dos dados geológicos e de engenharia indica uma maior incerteza na sua recuperação quando comparada com a estimativa de reservas provadas.

Reserva Total

Reserva total é a soma das reservas provadas, prováveis e possíveis.

Relatório Mensal de Gás


Monthly Survey

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Capítulos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Introdução


O gás natural é uma fonte de energia primária vital para o mundo de hoje. Ele é relativamente limpo e útil para diversas aplicações, incluindo a geração de energia elétrica.

Ele não é novo. Na verdade, ele foi formado a milhões de anos mas apenas recentemente ele passou a ser explorado e comercializado.

A Inglaterra foi o primeiro país a comercializar o gás, obtido a partir do carvão, para iluminar casas e ruas em 1785. Este gás não é o gás natural e é denominado de gás manufaturado.

O gás natural foi descoberto na América em 1626 em aflorações naturais mas a indústria do gás natural surgiu apenas em 1859.

Neste ano, Edwin Drake perfurou o primeiro poço e obteve gás associado a petróleo.

O primeiro gasoduto, com apenas 8 km, foi construído para levar o gás até a cidade de Titusville na Pensilvania. Este projeto provou a viabilidade de utilizar o gás natural em escala comercial.

Durante o século XIX, o gás natural foi utilizado basicamente para iluminação de casas e cidades. Ironicamente, a eletricidade surgiu logo depois e acabou com esta aplicação para o gás.

A falta de uma malha de transporte de gasodutos restringiu a utilização desta fonte de energia e, por isso, o gás manufaturado foi largamente utilizado. O Gasômetro no Rio de Janeiro foi a instalação de manufatura de gás que abasteceu a cidade até o século XX.

Em 1891 foi construído o primeiro gasoduto de com 200 km de extensão ligando os poços de Indiana à cidade de Chicago. Contudo, a tecnologia da época não permitia a construção eficiente de gasodutos. Somente após a segunda grande guerra, com a tecnologia de solda e construção de tubos desenvolvida, a malha de gasodutos começou a ser construída.

Portanto, a questão chave para a utilização do gás natural é o transporte do poço até os consumidores.

O gás natural é uma mistura de gases basicamente 80% a 90% de metano e o restante é formado por parcelas variáveis de outros gases, tais como: etano, propano,butanos, pentanos, CO2, nitrogênio, etc.

A composição exata do gás depende do poço e varia com o tempo de exploração. Ele pode ser encontrado associado ao petróleo ou sozinho.

Na sua forma pura, ele é incolor, inodoro e mais leve que o ar.

Geração de Eletricidade com Gás Natural


Os EUA continua sendo o país que mais gera eletricidade com gás natural no mundo, sendo responsável por 21% da produção mundial.

Além disso, a geração de eletricidade a partir do gás natural é 4,6 vezes maior do que a energia gerada a partir do óleo.

Contudo, o índice de Herfindahl-hirschman de 27% de geração elétrica com gás demonstra uma maior concentração no uso desse insumo do que o óleo.

 

Maiores Produtores


A situação do gás natural é diferente do petróleo, conforme mostra a figura abaixo.

Apenas os dois maiores produtores - USA e Rússia - são responsáveis por praticamente 39% da produção mundial de gás natural.

O índice de Herfindahl-Hirschman Modificado de 29%, caracteriza o oligopólio de produção.

Como eles estão geograficamente separados, podemos considerar que existem oligopólios regionais - Rússia e a dupla USA-Canadá.

É importante observar que a China apareceu na lista dos 10 maiores produtores pela primeira vez em 2007 e já está na sétima posição.

Maiores Exportadores


A figura abaixo mostra os maiores exportadores de gás natural do mundo.

A Rússia é de longe o maior exportador mundial com 22%, seguida pelo Catar com 14% e pela Noruega com 13%.

Observa-se que a Noruega perdeu a segunda posição para o Catar.

O índice de Herfindahl-Hirschman Modificado na exportação de gás é 32%, caracterizando a concentração na exportação de gás.

A exportação da Rússia vai para diversos países da Europa enquanto que a do Canadá vai totalmente para os EUA.

Isto coloca a Europa em extrema dependência da Russia.

Maiores Importadores


A próxima figura apresenta os maiores importadores de gás natural do mundo.

Observa-se que o Japão é o maior importador, ultrapassando a Alemanha e a Itália. Esta posição ficou mais acentuada depois do acidente de Fukushima.

Por outro lado, os EUA deixaram a quarta colocação e passarão para a sexta. Esta importante modificação é resultado das novas descobertas de gás natural não convencional nos EUA.

O índice de Herfindahl-Hirschman Modificado da importação de gás é 23%.

Como este índice é menor do que o índice da exportação, o poder de mercado está com os exportadores de gás, ao contrário do mercado de petróleo.

Por isso, ainda não nasceu e, provavelmente, nunca nascerá uma OPEP do gás natural enquanto houver esta diferença.

Além disso, observa-se que, com exceção da Ucrânia e Turquia, os maiores importadores de gás natural também são países desenvolvidos.

Os EUA já não são um dos maiores importadores de gás natural do mundo mas permanece como o maior produtor. Isto afeta muito o mercado de gás da América do Norte porque os EUA tem o poder de definir o preço do gás natural na região.

Na verdade, a exploração de novas jazidas de gás natural nos USA reduziu muito a sua participação no mercado internacional. Por isso, os preços do gás natural nos EUA estão baixos e as exportações do Canadá diminuiram.

A crise econômica na Europa também aparece nos gráficos. O consumo diminuiu na região e, com isso, a participação dos países europeus neste mercado diminuiu.

Observa-se também que as exportações e importações totais representam apenas 25% da produção total. Isto significa que o gás natural não é tão comercializado como o petróleo.

A razão para isso é simples, o transporte do gás é mais complicado.

Enquanto o petróleo pode ser transportado por dutos, navios, trens e caminhões, o gás natural é transportado apenas por dutos e, recentemente, por navios.

O transporte em navios ainda é pouco utilizado porque requer a liquefação do gás para diminuir seu volume e este processo requer investimentos nas estações de liquefação e gaseificação e consome muita energia. Além disso, para que seja economicamente viável, este processo necessita de um volume mínimo elevado de gás a ser transportado.

A distribuição também deve ser feita por dutos e este investimento é caro e demanda tempo. A distribuição dos gás comprimido, mas não liquefeito, em recipientes é possível mas os volumes viáveis são menores.

Reservas


A figura abaixo apresenta as reservas de gás natural conforme as regiões do planeta.

Observa-se que as reservas do Oriente Médio e da Europa representam 74% das reservas mundiais enquanto a América Latina possui apenas 4%. O índice de Herfindahl-Hirschman Modificado é de 53% para as reservas de gás natural.

No entanto, é importante observar que as reservas da América Latina são da mesma ordem de grandeza das reservas da América do Norte, onde se encontra o maior consumo.

Isto significa que, caso não sejam descobertas novas reservas na América do Norte, o crescimento do mercado deverá ser atendido por GNL.

A figura abaixo mostra os países com as maiores reservas de gás no mundo. O Irã possui as maiores reservas mundiais, seguido pela Russia e Catar.

O índice de Herfindahl-Hirschman Modificado de 31% comprova a concentração das reservas.

Por sua vez, conforme mostra a figura abaixo, as reservas da América Latina estão extremamente concentradas na Venezuela. Contudo, surpeendeu a posição do Brasil como sendo a segunda maior reserva de gás natural na região.

Gás Natural no Brasil


A figura abaixo apresenta a evolução da produção e do consumo de gás natural no brasil.

Por outro lado, a evolução das reservas brasileiras provadas de gás estão evoluindo conforme a próxima figura.

Observa-se que as reservas começaram a cair segundo a ANP. Isto significa que maiores investimentos serão necessários encontrar novas reservas. É interessante comparar estes dados da ANP com os dados da BP apresentados anteriormente. Aparentemente, existe uma inconsistência entre eles.

Contudo, as reservas continuam concentradas no Sudeste (Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo).

Como o gasoduto Brasil-Bolívia não está conectado ao Nordeste, esta região continua sem disponibilidade desta fonte de energia.

Consequentemente, a situação das térmicas a gás natural no Nordeste continua complicada.

Apesar disso, o consumo ainda encontra-se extremamente concentrado. A maioria - 99% - do total de um milhão de consumidores de gás natural encontra-se nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo.

Além disso, 86% da rede de distribuição também se encontra nesses dois estados.

Isto significa que os investimentos na área de distribuição de gás natural e no uso final serão volumosos.

A grande questão é: Temos e/ou teremos gás suficiente?